:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

 

ATO DE CONSAGRAÇÃO DAS FAMÍLIAS

AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS.

 


 
O Divino Espírito Santo.

 

www.obradoespiritosanto.com

 

 

 (Texto aprovado por São Pio X em 1908)

 

SAGRADO CORAÇÃO de Jesus, que manifestastes a Santa Margarida Maria o desejo de reinar sobre as famílias cristãs, nós vimos hoje proclamar vossa realeza absoluta sobre a nossa família. 

 

Queremos, de agora em diante, viver a vossa vida, queremos que floresçam, em nosso meio, as virtudes às quais prometestes, já neste mundo, a paz. 

 

Queremos banir para longe de nós o espírito mundano que amaldiçoastes. 

Vós reinareis em nossas inteligências pela simplicidade de nossa fé; em nossos corações pelo amor sem reservas de que estamos abrasados para convosco, e cuja chama entreteremos pela recepção freqüente de vossa divina Eucaristia. 

 

Dignai-Vos, Coração divino, presidir as nossas reuniões, abençoar as nossas empresas espirituais e temporais, afastar de nós as aflições, santificar as nossas alegrias, aliviar as nossas penas. 

 

Se, alguma vez, algum de nós tiver a infelicidade de Vos ofender, lembrai-Vos, ó Coração de Jesus, que sois bom e misericordioso para com o pecador arrependido. 

E quando soar a hora da separação, nós todos, os que partem e os que ficam, seremos submissos aos vossos eternos desígnios. Consolar-nos-emos com o pensamento de que há de vir um dia em que toda a família, reunida no Céu, poderá cantar para sempre a vossa glória e os vossos benefícios. 

 

Digne-se o Coração Imaculado de Maria, digne-se o glorioso Patriarca São José apresentar-Vos esta consagração e no-la lembrar todos os dias de nossa vida. Viva o Coração de Jesus, nosso Rei e nosso Pai

ATO DE CONSAGRAÇÃO INDIVIDUAL

AO SACRATÍSSIMO CORAÇÃO DE JESUS.

( De Santa Margarida Maria Alacoque )

 

Eu (o seu nome), Vos dou e consagro, oh Sagrado Coração de Jesus Cristo, a minha vida, as minhas ações, penas e sofrimentos, para não querer mais servir-me de nenhuma parte do meu ser, senão para Vos honrar, amar e glorificar. É esta a minha vontade irrevogável: ser todo Vosso e tudo fazer por Vosso amor, renunciando de todo o meu coração a tudo quanto Vos possa desagradar.

 

Tomo-Vos, pois, ó Sagrado Coração, por único bem do meu amor, protetor da minha vida, segurança da minha salvação, remédio da minha fragilidade e da minha inconstância, reparador de todas as imperfeições da minha vida e meu asilo seguro na hora da morte.

Sê, ó Coração de bondade, a minha justificação diante de Deus, Vosso Pai, para que desvie de mim a Sua justa cólera.

Ó Coração de amor, deposito toda a minha confiança em Vós, pois tudo temo de minha malícia e de minha fraqueza, mas tudo espero de Vossa bondade! Extingui em mim tudo o que possa desagradar-Vos ou que se oponha à Vossa vontade.

Seja o Vosso puro amor tão profundamente impresso em meu coração, que jamais possa eu esquecer-Vos nem separar-me de Vós. Suplico-Vos que o meu nome seja escrito no Vosso Coração, pois quero fazer consistir toda a minha felicidade e toda a minha glória em viver e morrer como Vosso escravo. Amém.

 

 

ORAÇÃO CONSAGRATÓRIA

AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS.

 

Coração Sagrado de meu amado Jesus: eu, ainda que vilíssima criatura, vos dou e consagro minha pessoa, vida e ações, penas e padecimentos, confiando que nenhuma parte de meu ser me sirva se não é para amar-vos, honrar-vos e glorificar-vos.


Esta é minha vontade irrevogável: Ser todo vosso e fazer tudo por vosso amor, renunciando de todo o meu coração a quanto possa desagradar-vos.
Vos tomo, pois, oh! Coração Divino, pelo único objeto de meu amor, protetor de minha vida, prenda de minha salvação, remédio de minha inconstância, reparador de todas as culpas de minha vida; e asilo seguro na hora de minha morte.
Sede, pois, oh! Coração bondoso, minha justificação para com Deus Pai, e afastai de mim os raios de sua justa cólera.


Oh! Coração amoroso, ponho toda a minha confiança em Vós, pois ainda que temo tudo de minha fraqueza, sem dúvida, tudo o espero de vossa misericórdia; Consumi em mim tudo o que vos desagrada e resiste, e fazei que vosso puro amor se imprima tão intimamente em meu coração, que jamais chegue a esquecer-vos nem a estar separado de Vós.

Vos suplico, por vossa mesma bondade, escrevais meu nome em Vós mesmo, pois quero ter cifrada toda minha sorte em viver e morrer como vosso escravo. Amém.

 

CONSAGRAÇÃO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

PARA TODOS OS DIAS

É concedida indulgência parcial

a todos os fiéis que devotamente recitem

esta consagração pessoal ao Sagrado Coração de Jesus.

 

Sacratíssima Rainha dos Céus e Mãe minha amabilíssima! eu n.n., ainda que cheio de misérias e maldades, alentado sem dúvida com a atenção benigna do Coração de Jesus, desejo consagrar-me a Ele; mas, conhecendo bem minha indignidade e inconstância, não quero oferecer nada sem que fosse por vossas maternais mãos, e confiando a teus cuidados o fazer-me cumprir bem todas as minhas resoluções.


Coração dulcíssimo de Jesus, Rei de bondade e de amor, feliz e agradecido aceito com toda a decisão de minha alma esse suavíssimo pacto de cuidar Vós de mim e eu de Vós, ainda que saibas que vais sair perdendo.


O meu quer, que seja vosso; tudo ponho em vossas mãos bondosas: minha alma, a salvação eterna, a liberdade, o progresso interior, as misérias, o meu corpo, a minha vida e saúde; o pouco de bom que eu faça ou por mim ofereçam outros em vida ou depois de morto, de tudo podes servir-vos; minha família, deveres, negócios, ocupações, etc., para que, em todas estas coisas, sem dúvida, sejas Vós o Rei que faça e desfaça a seu gosto, pois eu estarei muito conformado, ainda que me custe, com o que disponha sempre esse Coração amante que busca em tudo o meu bem.


Quero em troca, Coração amabilíssimo, que a vida que me reste não seja uma vida vazia; quero fazer algo, melhor ainda queria fazer muito, para que reines no mundo; quero com oração ou jaculatórias breves, com as ações do dia, com minhas penas aceitadas, com meus êxitos poucos, e enfim, quero estar a todo momento fazendo algo por Vós.


Fazei que tudo leve o selo de vosso reinado divino e de vossa reparação até minha morte, que quem sabe seja o broche de ouro, o ato de caridade que cerre toda uma vida de apóstolo fevorosíssimo. Amém.

 

 

 

FÓRMULA DE CONSAGRAÇÃO DA HUMANIDADE

AO CORAÇÃO SACRATÍSSIMO DE JESUS.

(“Annum Sacrum”, Carta Encíclica de Leão XIII)

Ó dulcíssimo Jesus, ó Redentor do gênero humano, lançai um olhar sobre nós, humildemente prostrados diante do vosso altar. Somos vossos e vossos queremos ser; e para podermos viver mais estreitamente unidos a Vós, eis que cada um de nós se consagra ao vosso Sacratíssimo Coração. Muitos, porém, já não Vos conhecem; muitos, ao desprezar os vossos mandamentos, repudiam-Vos. O benigníssimo Jesus, tende piedade de uns e de outros; e atraí todos ao Vosso Coração Santíssimo.

Oh Senhor, sê o Rei não só dos fiéis que não se distanciaram de Vós, mas também destes filhos pródigos que Vos abandonaram; fazei com que estes retornem à casa paterna o quanto antes para não morrerem de miséria e fome. Sê o Rei de todos os que vivem no engano do erro ou que por discordarem de Vós se separaram; chamai-os ao porto da verdade e da unidade da Fé para que assim, em breve, não haja mais que um só rebanho sob um só Pastor.

Sê finalmente o Rei de todos os que estão envoltos nas superstições do paganismo e não recuseis tirá-los das trevas para traze-los à luz do Reino de Deus.

Obtende, oh Senhor, a integridade e liberdade segura para a vossa Igreja; dai a todo o povo a tranqüilidade da ordem; fazei com que de uma extremidade à outra da terra ressoe esta única voz: “Seja louvado este Coração do qual provém a nossa salvação; a Ele a glória e a honra pelos séculos. Amém!” (11).

11. “Annum Sacrum”, Carta Encíclica de Leão XIII sobre a Consagração da Humanidade ao Sagrado Coração de Jesus, 25 de Maio de 1899

 

                 > ORAÇÕES AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS.

 

 

                                                     www.obradoespiritosanto.com

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças