:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

 

TRÍDUO AO SANTÍSSIMO

CORAÇÃO DE JESUS, POR UM DOENTE.

 


 
O Divino Espírito Santo.

 

www.obradoespiritosanto.com

 

 

I. Amorosíssimo Filho de Deus, que vos quisestes fazer homem e empregar vossa vida em beneficiar a todos, dignai-vos atender benignamente às súplicas que vos apresentamos por um doente querido.
Lembrai-vos da infinita amabilidade, com que se enternecia vosso Coração à vista de tantos enfermos, e não deixava que se retirassem, sem terem recobrado a saúde.
Porventura vosso Coração, por estar agora cercado de glória, mudou de natureza?
Perdeu talvez a sensibilidade ou bondade para com seus filhos?
Longe de nós tal suspeita, que fora para vós tão injuriosa.
Apiedai-vos pois do melindroso estado deste doente, e mais em virtude da bondade do vosso Coração, do que dos nossos rogos, atendei-nos prontamente.
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai...
Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

II. Clementíssimo Coração de Jesus, oceano de bondade e fonte inesgotável de todas as graças, não desprezeis as súplicas que vos apresentamos.
Lembrai-vos que durante vossa vida mortal, movido pelas lágrimas da Cananéia, que vos pedia por sua filha, concedestes quanto desejava.
Lembrai-vos que compadecido do Centurião, que vos rogava o restabelecimento de seu servo embora distante, o curaste.
Lembrai-vos também, que entrando um dia na casa de Pedro, lhe saraste a sogra, livrando-a de ardentíssima febre que a consumia.
Valei-nos pois, também a nós, curando o doente que recomendamos à vossa bondade infinita.
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai...
Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

III. E a quem poderíamos recorrer com mais firme confiança de sermos atendidos, do que a Vós, dulcíssimo Coração de Jesus?
Vós dissestes a vossa predileta discípula Santa Margarida que não recusaríeis qualquer graça que vos pedíssemos pelos merecimentos do vosso Coração, contanto que se não opusesse ao bem de nossas almas.
Cumpri, pois, ó fidelíssimo Coração, vossa palavra, e, se não o embarga o bem da lama da pessoa recomendada, restituí-lhe a saúde.
Não nos recuseis esta mercê; pois nós não cessaremos enquanto não nos disserdes as palavras consoladoras: " Eu sou a tua saúde, quero que sares".


oh! Maria, que sois a mais terna de todas as Mães, intercedei por nós e implorai-nos a graça que tão encarecidamente pedimos.


Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai...
Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

Quando a graça for alcançada rezar o tríduo de agradecimento ao Sagrado Coração de Jesus.

 

 www.obradoespiritosanto.com

 

 

TRÍDUO DE AGRADECIMENTO

AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

 

I. Primeiro Dia


Oh! Coração bondoso do meu Jesus, quanto fostes fiel às vossas promessas!
Vós afiançastes à vossa dileta discípula santa Margarida que nos concederíeis qualquer graça, que vos pedíssemos pelos vossos merecimentos, contanto que se não opusesse ao bem da nossa alma.
Ora, fiados nessas promessas, recorremos a Vós em nossas tribulações e vos dignastes valer-nos prontamente.
Sede para sempre Bendito! Para vos agradecer a mercê que dispensastes, nós vos oferecemos os tributos de graças que os anjos e os santos vos prestam no céu e junto com eles repetimos:
Bendito seja sempre e louvado o Coração que assim nos valeu.


Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai...


Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

II.Segundo Dia


Não aconteça jamais, oh! Coração diviníssimo de Jesus, que de nós também vos queixeis, como dos leprosos, que depois de curados nem foram sequer vos agradecer.
Não. Queremos, pelo contrário, imitar o único dentre eles que, mal se viu curado, voltou, glorificando a Deus, em altas vozes e se prostrou, dando-vos humílimas graças. Do mesmo modo vos bendizemos repetindo:
Bendito seja sempre e louvado o Coração que assim nos valeu.


Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai...


Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

III.Terceiro Dia


Pouco nos aproveitariam, oh! Senhor, as mercês até aqui recebidas, se delas não tomássemos impulsos, para confiarmos sempre mais em Vós, e crescermos na devoção ao vosso Coração.
São estes os propósitos que fazemos agora na vossa presença e ao mesmo tempo as graças que vos pedimos.
Sim, oh! Jesus, dai-nos uma confiança ilimitada, perpétua, sincera, no vosso Coração, em todas as nossas necessidades espirituais e temporais, de sorte que Só Nele busquemos o remédio a todos os nossos males.
Fazei que cresça sempre em nós a devoção verdadeira, terna e confiante ao vosso Abençoado Coração, afim de que recorrendo sempre a ele, e alcançando quando pedimos, possamos cheios de reconhecimento e de júbilo, repetir:


Bendito seja sempre e louvado o Coração que assim nos valeu.


Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai...


Doce Coração do meu Jesus, fazei que vos ame cada vez mais.

 

 

www.obradoespiritosanto.com

 

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças