:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

Angelus de S.S. o Papa Bento XVI

11.09.2011 - Cidade do Vaticano: O Santo Padre conduziu a oração mariana do Angelus desse domingo do Estaleiro de Ancona, seguindo a celebração eucarística de encerramento do 25º Congresso Eucarístico italiano.


Queridos irmãos e irmãs!


Antes de concluir esta solene Celebração Eucarística, a oração do Angelus nos convida a nos espelharmos em Maria Santíssima, para contemplar o abismo do amor do qual provém o Sacramento da Eucaristia. Graças ao “fiat” da Virgem, o Verbo se fez carne e veio habitar em meio a nós.


Meditando o mistério da Incarnação, nos voltamos todos, como a mente e o coração, em direção ao Santuário da Santa Casa de Loreto, da qual estamos separados por poucos quilometros. A terra marchigiana é toda iluminada pela presença espiritual de Maria no seu histórico Santuário, que torna ainda mais belas e mais doces estas colinas.


A ela confio neste momento a cidade de Ancona, a diocese, Marche e toda a Itália, a fim que no povo italiano esteja sempre viva a fé no Mistério Eucarístico, que em cada cidade e em cada país, dos alpes à Sicilia, se torne presente Cristo Ressucitado, fonte de esperança e conforto para a vida cotidiana, especialmente nos momentos difíceis.


Hoje o nosso pensamento se volta também para o 11 de setembro de dez anos atrás. Ao recordar ao Senhor da Vida as vítimas dos atentados executados naquele dia e as suas famílias, convido os responsáveis das Nações e os homens de boa vontade a rejeitar a violência, como solução dos problemas, a resistir à tentação do ódio e a operar na sociedade, inspirando-se nos princípios da solidariedade, da justiça e da paz.


Pela intercessão de Maria Santíssima, peço, enfim ao Senhor de recompensar todos aqueles que trabalharam na preparação e na organização deste Congresso Eucarístico Nacional, e a estes dirijo de coração o meu mais vivo agradecimento.

Fonte: Boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé.

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças