:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

 

a Catequese do papa bento XVI.

 

O amor de Deus cresce em nós na medida

em que permanecermos unidos a Ele

na oração e na escuta da sua palavra.

 

16.09.09: A importância da vida espiritual, sustentada pela oração e pela escuta da Palavra de Deus, voltou a ser sublinhada na audiência geral desta quarta-feira, dedicada a Simeão o Novo Teólogo, um monge oriental da Ásia menor, que viveu no século X.

 

Após algum tempo ao serviço do Imperador, em Constantinopla, Simeão acabou por orientar-se para a vida monástica, em diversas mosteiros desta cidade.
“Os seus escritos exerceram uma grande influência na teologia e na espiritualidade do Oriente, em particular no que diz respeito à experiência da união mística com Deus”.

 

Simeão concentrou a sua reflexão sobre a presença do Espírito Santo nos batizados e sobre a consciência que eles disso devem ter. O verdadeiro conhecimento de Deus vem da experiência espiritual, fruto do Batismo na existência de todos os fiéis seriamente empenhados – sublinhou o Papa.
 

“Este monge oriental chama-nos a prestar uma grande atenção à nossa vida espiritual. O amor de Deus cresce em nós na medida em que permanecermos unidos a Ele na oração e na escuta da sua palavra. Faz-nos abrir o coração aos outros e torna-nos sensíveis às suas necessidades, levando-nos a considerá-los como irmãos e convidando-nos a responder ao ódio com o amor e à ofensa com o perdão”.

 

Entre os mais de oito mil peregrinos que participaram na audiência, no final da catequese, Bento XVI saudou os presentes em várias línguas, entre as quais em português:

"Saúdo também os grupos vindos de Portugal e do Brasil e demais peregrinos de língua portuguesa, desejando que esta visita aos lugares santificados pela pregação e martírio dos Apóstolos Pedro e Paulo a todos fortaleça na fé e consolide, no amor divino, os vínculos de cada um com sua família e comunidade eclesial, que de coração abençôo. A Virgem Mãe vos acompanhe e proteja!".

 

Fonte:Rádio Vaticano.

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças