:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

CATEQUESE DO PAPA BENTO XVI.

Audiência geral de quarta-feira, 08 de Abril de 2009.

 

Bento XVI revelou esta Quarta-Feira durante a audiência geral na Praça de São Pedro, a sua intenção de visitar “assim que for possível” as vítimas do terremoto de Segunda-feira, na região italiano de Abruzzo, no centro do país. Um novo abalo forte foi sentido hoje perto das 06h30 locais tendo vários outros ocorrido ao longo de toda a noite. 

 

No seu encontro semanal com os peregrinos, o Papa quis renovar a sua “proximidade espiritual à querida comunidade de L’Aquila e das outras regiões duramente atingidas pelo violento fenômeno sísmico dos últimos dias, que provocou numerosas vítimas, muitos feridos e consideráveis danos materiais”.

 

Para Bento XVI, “a solicitude com que as autoridades, forças da ordem, voluntários e outros operadores estão a socorrer estes nossos irmãos demonstra como é importante a solidariedade para superar em conjunto provas tão dolorosas”.

 

“Mais uma vez, desejo dizer a estas queridas populações que o Papa partilha a sua dor e as suas preocupações”, concluiu.

 

Nesta Sexta-feira Santa terão lugar os funerais solenes das vítimas, por proposta do Arcebispo de L’Aquila, D. Giuseppe Molinari.
 

Num gesto simbólico, 8 bombeiros do Vaticano colaboram desde esta Segunda-feira nas tarefas de resgate das vítimas, enviados pela Santa Sé e com a permissão do Papa, segundo afirmou o comandante do corpo, Domenico Giani, aos microfones da Rádio Vaticano.
 

“Sentimo-nos obrigados, neste momento de grande dor, a que uma das nossas equipas dos bombeiros estivesse presente para dar uma mão”, acrescenta, explicando que as forças de segurança vaticanas “estão também preparadas neste setor da segurança e da proteção civil”.
 

Na sua catequese durante esta audiência geral Bento XVI recordou que, “para nós, cristãos, a Semana Santa é a semana mais importante semana do ano”, que nos oferece “a oportunidade de atualizar os mistérios centrais da Redenção”. O Papa começou por referir o “prelúdio” que é a “Missa crismal”, na qual se exprime (disse) “a plenitude do Sacerdócio de Cristo, assim como a comunhão eclesial que deve animar o povo cristão reunido para o sacrifício eucarístico e vivificado na unidade pelo dom do Espírito Santo”.

 

“Esta celebração tem este ano um significado particular, pois será como que uma preparação ao Ano Sacerdotal, que convoquei por ocasião dos 150 anos da morte do Santo Cura d’Ars, a partir de 19 de Junho próximo.”
 

Sobre a celebração da Ceia do Senhor, Quinta-feira à tarde, o Papa recordou que “esta celebração nos convida a dar graças a Deus pelo dom da Eucaristia, que devemos acolher com devoção e adorar com fé”.

 

Por sua vez, a Sexta-feira Santa, “comemorando a paixão e morte de Jesus na cruz, é um dia de tristeza, mas ao mesmo tempo o momento propício para despertar a nossa fé, reforçar a nossa esperança e coragem para levarmos a nossa cruz, com humildade e confiança em Deus, na certeza do seu apoio e da sua vitória”.

 

Finalmente, “no grande silêncio do Sábado Santo, a Igreja vela em oração, partilhando os sentimentos de Maria - de sofrimento e de confiança em Deus”.
 

“Este recolhimento vai-nos conduzir à Vigília pascal, onde explodirá a alegria da Páscoa. Será então proclamada a vitória da luz sobre as trevas, da vida sobre a morte e a Igreja se alegrará pelo reencontro com o seu Senhor”.
 

Esta a saudação do Papa em língua portuguesa

 

Saúdo os peregrinos de língua portuguesa, nomeadamente os estudantes brasileiros de Londrina e todos os participantes no encontro universitário internacional UNIV 2009, formulando os votos mais cordiais de uma feliz e santa Páscoa para cada um dos presentes, suas famílias e comunidades de estudo e de fé. Possam os dias do Tríduo Pascal fortalecer em todos a esperança e a coragem de levar a sua cruz com humildade, confiança e abandono em Deus, certos do seu apoio e da sua vitória. Com estes votos, dou-vos a minha Bênção Apostólica.

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças