:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.
 

Aparição de Nossa Senhora em Lipa 

 

Filipinas – 1948.

 

www.obradoespiritosanto.com

 

Onde aconteceu: Nas Filipinas.

 

Quando: Em 1948 e 1949.

 

A quem: A monja Teresita Castilho.

 

Os fatos: Em 1948 as Filipinas (conjunto de mais de sete mil ilhas) viviam as trágicas conseqüências da IIª Guerra mundial, devido a destruidora invasão das forças japonesas que desestabilizaram o país em todos os sentidos: economia, política e social. O povo sofria muito.

        

Lipa, hoje denominada Lipa City, é uma cidade situada em região montanhosa (500 metros de altitude) distante cem quilômetros da capital Manila. As cidades próximas chamam-se Rosário (quase 80% do povo filipino é católico, em conseqüência da dominação espanhola) e Batangas, esta última litorânea.

        

No dia 12 de setembro de 1948, á tarde, a monja, irmã Teresita Castilho fazia sua lida na horta do quintal do Convento da comunidade carmelita, sozinha, quando ouviu uma voz chamando-a de dentro de uma pequena nuvem branca donde desprendiam-se pequenos e coloridos raios cintilantes. Não era visível nenhuma presença, mas ela ouviu:

 

- “Não tema, minha filha, beije o chão. Você precisa fazer tudo o que eu lhe ordenar. Durante 15 dias consecutivos, venha visitar-me aqui neste lugar...”

        

No outro dia já era possível identificar a presença da mãe de Deus no interior da nuvem, dizendo:

 

- “As pessoas não acreditam em minhas palavras. Reze, filha, reze muito por causa das perseguições. O que peço aqui é exatamente o que pedi em Fátima. Diga isso ao povo.”

        

Após essa 2ª Aparição (13/09/1948) aconteceu um grande milagre:

 

“O dia estava ensolarado e ventoso, de repente pétalas de rosa começaram a cair no quintal e até fora dos muros do convento. Mesmo com o vento as pétalas, enquanto suspensas, não eram atingidas, ou seja, não seguiram a corrente de ar, somente quando caiam ao solo sofriam influência do vento”.

 

A quantia foi tão grande  que centenas de pessoas foram recolher. O perfume que exala delas era fantástico, melhor dizendo, divino! O milagre voltou a acontecer em outubro e novembro, sendo que neste ultimo (11/1948), caíram por cinco dias ininterruptamente, mesmo com forte vento desciam lentamente até o chão. Novamente centenas de pessoas corriam para juntá-las. As pétalas, após secarem, eram guardadas com muito carinho, e muitas foram enviadas para diversas partes do mundo, sendo que houveram testemunhas de curas por pessoas que as tomaram com água.

        

Durante as visitas, os 15 dias pedidos por Nossa Senhora a irmã Teresita, ela identificou-se como “Maria, Medianeira de todas as Graças”.

 

Também solicitou-a construção de um santuário no local das aparições, em honra a Medianeira, tal qual se apresentou.

        

No dia 23 de março de 1949, a cidade toda viu a Virgem Santíssima em pé por dentre as nuvens, por mais de duas horas. Segundo testemunhas foi possível vê-la num raio de três quilômetros de distância a partir do centro da cidade.

Ao redor de nossa Mãe luzes coloridas cintilavam em diversas tonalidades formando auras e auroras que aumentavam e diminuíam.

Também nesse mesmo mês (03/1949) muitas pessoas em Lipa e em Rosário afirmavam ter visto o rosto de Nossa Senhora junto ao sol.

 

Além do Santuário também foi construída uma capela em Lipa City, em honra à Medianeira de todas as Graças.

 

www.obradoespiritosanto.com

 

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças