:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

Aparição de NOSSA SENHORA

 

EM PONTMAIN na FRANÇA - 1871. 

www.obradoespiritosanto.com

 

 

 

Onde aconteceu: Na França

 

Quando: Em 1871.

 

A quem:  Principalmente a 04 crianças (mais duas diziam ver).

 

Os fatos: Depois de Paris, 1830, La Salette, 1846, e Lourdes, 1858, Nossa Senhora voltou a manifestar-se na França; em 1871, no pequeno povoado de Pontmain, na Bretanha. Nessa época, os quase 200 moradores estavam desesperados, pois o país tinha sido invadido pelo exército prussiano, e a região estava na rota dos invasores.

        

         Ao entardecer de 17 de janeiro de 1871, Eugênio Barbadette, 12 anos, José Barbadette, 10 anos, Francisca Richer, 11 anos e Maria Joana Lebosse, 09 anos, viram a Aparição de Nossa Senhora, por sobre a casa de um morador, chamado Agostinho Guidecoq.

       

        Todas as crianças afirmavam: “É uma bela Senhora, que sorri”. Segundo os pequenos videntes, a Mãe de Deus vestia-se da seguinte forma:

       

        Um manto azul escuro que ia do pescoço aos pés, sem faixa na altura da cintura, bem farto e com pregas. As mangas também eram bem largas e chegavam a tocar as mãos. Usava nós pés delicados chinelos, decorados com laços dourados, porém da mesma cor do manto. Usava um véu preto caído sobre os ombros, que lhe cobria o cabelo, as orelhas e o início da testa. Sobre o véu tinha uma pequena coroa de ouro. Aparentava ter 18 anos, e a ternura em seus sorrisos emoldurava seu lindo rosto.

 

Nessa Aparição, a Santíssima Virgem MARIA não ditou mensagens as crianças, pois em nenhum momento chegou a falar. Apenas sorria com muita doçura. Nossa Senhora aparecia como se estivesse no interior de uma tela emoldurada. Porém elas se alteravam lentamente no visual, tendo formado em torno de cinco telas diferentes, onde se destacavam frases:

 

“Mais priez mes enfants”. (Mas, rezem Meus filhos). “Dieu vous exaucera en peu de temps”. ( Em breve DEUS atenderá as suas orações). “Mon Fils se laisse toucher”. (Meu filho está prestes a se comover).

 

A grande maioria das pessoas acreditou na Aparição, vendo nela um sinal profético, que mais tarde se confirmaria, de que Deus iria proteger o povoado dos horrores da guerra.

        

        Em 02 de fevereiro de 1875, o bispo Wicart de Laval, afirmou: “Julgamos que MARIA Imaculada, Mãe de Deus, realmente apareceu em 17 de janeiro de 1871, para Eugênio Barbadette, José Barbadette, Françoise Richer e Maria Joana Lebosse, na aldeia de Pontmain. Com toda a humanidade e obediência submetemos este julgamento ao julgamento supremo da Santa Sé Apostólica, centro de unidade e órgão infalível da verdade em toda a Igreja”.

        

        Depois foi confirmado que as forças invasoras brecaram seu avanço sobre a diocese de Laval no mesmo dia e hora em que começara a Aparição da Mãe de Misericórdia. De Pontmain retornaram ao povoado, que Deus, por intercessão da Virgem Santíssima, defendeu.

        

       Em 15 de outubro de 1900 foi solenemente consagrada a Basílica, construída junto ao local onde Nossa Senhora Apareceu.

www.obradoespiritosanto.com

 

 

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças